CAMPUS:
0800 771 5533
Aprender Unoeste
Você está em: Notícias

Unoeste abre pós em Estruturas de Aço e Mistas Aço-Concreto

Iniciativa atende demandas de mercado em setor com franca expansão e grandes obras privadas e públicas


email facebook twitter whatsapp Linkedin

Foto: Divulgação Unoeste abre pós em Estruturas de Aço e Mistas Aço-Concreto
Especialização para quem busca por novos horizontes

Para atender demandas de quem já está no mercado, de ingressantes e de pretensões futuras, a Pós Unoeste promove a oferta da especialização em Estruturas de Aço e Mistas de Aço e Concreto. E o faz através de um grupo de profissionais de primeira linha, com experiências nos setores empresarial e acadêmico.

O curso resulta de parceria da universidade com a PCS Engenharia, com sede em Belo Horizonte, e envolve duas outras empresas que atuam no mercado de engenharia estrutural: a brasileira ST-Stabile e a belga com filial no Brasil, Bim Works. A mobilização empresarial e do corpo docente é do Dr. Emerson Alexandro Bolandim, coordenador do curso.

Com atuação acadêmica em nove instituições de ensino superior e no oferecimento de cursos de pós-graduação, o coordenador da nova especialização já mantinha vínculo com a Unoeste, na pós em Engenharia de Estruturas, mantida em parceria com o Centro Universitário de Lins (Unilins).

Capacitação profissional

A nova pós é para engenheiros civis, mecânicos e navais, experientes ou recém-formados; professores universitários e profissionais que atuam na área de projetos e construção de estruturas, interessados em análise, projeto, verificação e dimensionamento de tais estruturas em aço ou mistas de aço e concreto.

A proposta é a de promover aprimoramento e capacitação profissional para aplicação de forma adequada e segura do que há de mais novo em tecnologias das estruturas de aço cada vez mais utilizadas no Brasil e praticamente no mundo todo, em especial nos grandes empreendimentos privados e públicos.

A iniciativa da pós em Estrutura de Aço e Mistas de Aço e Concreto surgiu da constatação do Dr. Emerson em relação ao crescimento deste segmento e carência de profissionais de gabarito; e também da inexistência de cursos nessa linha num amplo raio da Unoeste em Presidente Prudente, sendo o mais próximo presencial em Goiânia. 

Então, propôs a criação da especialização ao pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, Dr. Adilson Eduardo Guelfi. As tratativas envolveram a coordenadora pedagógica dos cursos de pós-graduação lato sensu, professora Célia dos Santos Silva, e Luís Cláudio Ribelato da equipe de relacionamento.

Foto: Cedida Dr. Emerson: especialização para expandir oportunidades
Dr. Emerson: especialização para expandir oportunidades

Professores de alto nível

Responsável por formular a proposta e a matriz curricular da nova pós, o Dr. Emerson diz que falta bibliografia sobre o tema e até de normas, de tal forma que buscou profissionais de mercado e acadêmicos para compor o corpo docente capaz de suprir essa lacuna de obras literárias técnico-científicas. 

Em sua atuação profissional, além da empresa em Belo Horizonte, tem em Birigui a PCS Engenharia. São empresas prestadoras de serviços de cálculo estrutural e detalhamento de estrutura, geralmente nas condições de terceirizadas de grandes empreiteiras que constroem prédios industriais e obras públicas.

Perfis de mercado e acadêmico 

Com estudos específicos na área estrutural, com mestrado e doutorado na USP de São Carlos, também atua como membro do comitê de estudos em estruturas de aço e mistas de aço e concreto da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O Dr. Emerson já morou na Inglaterra e para o ano que vem planeja o pós-doutorado em estrutura nos Estados Unidos. O seu perfil reflete o corpo docente escolhido a dedo para a nova especialização, composto por mestres e doutores que associam à vida acadêmica experiências de mercado. 

As inscrições estão abertas e as aulas serão a partir de março, por conta dos compromissos já assumidos pelos professores; alguns sem mais nenhum fim de semana livre até fevereiro do ano que vem. As aulas serão remotas ao vivo, quinzenais e aos sábados das 8h às 12h e das 13h às 17h com a duração de 20 meses.

Serviço – Inscrições no site da Unoeste, neste link.

 

Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unoeste

Alguma mensagem