Você está em: Unoeste » Cursos » Pós-Graduação » Especialização

Gerontologia - Turma 3

Cadastro de Interesse

Caso tenha interesse em realizar este curso faça o:

Apresentação

Oferecer oportunidade de especialização aos profissionais da área da saúde e da assistência social que atuam no campo do envelhecimento, capacitando-os para o trabalho interdisciplinar, para análise e melhoria do nível de atendimento à população idosa e elaboração de propostas de intervenções

Objetivos

Especializar recursos humanos da área da saúde e da assistência social para o exercício de atividades profissionais na área de GERONTOLOGIA.

Objetivos Específicos:
- Estudar o processo de envelhecimento da população, a transição demográfica e a epidemiológica;
- Desenvolver habilidades para diferenciar as alterações morfológicas e fisiológicas do envelhecimento daquelas produzidas pelas inúmeras afecções que acometem o idoso, bem como de suas associações;
- Estudar os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos, e sociais das disfunções na prática do envelhecimento;
- Fomentar o desenvolvimento de ações interdisciplinares e intersetoriais visando alcançar o cuidado integral do indivíduo em processo de envelhecimento. .
- Discutir limites e possibilidades das políticas nacionais de atenção ao idoso.

Justificativa

Atualmente, o Brasil vem se tornando um país velho, a redução da taxa de fecundidade traz profundas modificações na estrutura familiar. O número de filhos está cada vez menor, e as demandas familiares são crescentes. O número de pessoas acima de 60 anos, representam um contingente de quase 26,1 milhões de pessoas, e estima-se que em 2050, os idosos corresponderão a 30% da população total (IBGE, 2013).
O estado de São Paulo possui 43.359.005 milhões de pessoas, sendo que 13,60% são idosos. Já na cidade de Presidente Prudente a população total corresponde a 216.004 mil habitantes, sendo 15,83% de idosos. Presidente Prudente é a cidade com a segunda maior taxa de envelhecimento do estado de São Paulo (SEADE, 2016).
O rápido crescimento da população brasileira traz a necessidade de formação de profissionais capacitados para lidar com o universo da gerontologia. Esforços têm sido feitos, especialmente com relação à inserção de conteúdos de geriatria e gerontologia nos currículos de graduação dos profissionais da área de saúde e da assistência social. Estas iniciativas, segundo os autores, ocorrem ainda de forma isolada e são em número muito reduzido se comparado à necessidade de formação de profissionais na área. Tudo isso, no entanto, está muito aquém de atender uma necessidade que se torna cada vez mais premente: profissionais com uma adequada formação gerontológica. O cenário que desponta é a urgência de nos depararmos para o que está por vir. Teremos em um futuro próximo uma necessidade que não poderá ser suprida pela gama de profissionais atualmente disponíveis, resultando, caso o atual cenário não seja modificado, num atendimento precário e ineficiente.

Público-alvo

Profissionais graduados tanto na área da saúde quanto da assistência social que atuam ou venham a atuar na área do envelhecimento. Serão aceitos:
- Assistentes Sociais, - Educadores Físicos, - Enfermeiros, - Farmacêuticos, Fisioterapeutas,
- Fonoaudiólogos, - Nutricionistas, - Odontólogos, - Psicólogos, - Terapeutas ocupacionais.

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Campus II - Rodovia Raposo Tavares, km 572 - Bairro do Limoeiro - CEP 19067-175 - Presidente Prudente - SP - Fone: (18) 3229 2077 - e-mail: secpos@unoeste.br